Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás

O Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás é uma instituição pública vinculada à Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Está localizada na sede da extinta Hospedaria dos Imigrantes, na Rua Visconde de Parnaíba, 1316, no tradicional bairro da Mooca, na cidade de São Paulo. O museu possui forte tendência a ser um ponto turístico altamente frequentado por pessoas de dentro e de fora da cidade de São Paulo.

O edifício é um patrimônio histórico tombado devido à sua importância para compreender os fluxos de imigração no país e no Estado de São Paulo.

Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás

Por sua vez, o museu vem aprimorando seu trabalho, criando oportunidades para que seu público entre em contato cada vez maior com as diferentes influências que compõem o cenário cultural da cidade e do Estado de São Paulo.

A exposição de longa duração, “Migrar: experiências, memórias e identidades”, é dividida em oito módulos, que permitem ao visitante conhecer o processo migratório como algo inerente à humanidade e, a partir disso, os processos migratórios ocorridos no Estado de São Paulo entre os fins do século XIX e início do século XX. Nas exposições temporárias, o museu tem buscado abordar temáticas relativas aos movimentos migratórios contemporâneos que acontecem no Estado de São Paulo, buscando discutir suas características, personagens e diferenças e semelhanças com a migração ocorrida no passado. Eventualmente o museu também realiza mostras de curta duração que falam sobre os processos históricos de migração, como a exposição intitulada “Retratos Imigrantes”, que apresentou ao público uma série de fotografias de pessoas que passaram pela antiga hospedaria de Ilha Ellis, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

O museu também possui um jardim e um Centro de Pesquisa, Preservação e Referência (CPPR) que podem ser visitados. O acervo museológico é bastante eclético e possui objetos relacionados à Hospedaria dos Imigrantes e aos migrantes e seus descendentes. Em seu acervo bibliográfico, a instituição possui títulos especializados sobre os processos migratórios. Também possui uma coleção de história oral e um conjunto de referências digitais sobre os migrantes que passaram pela Hospedaria, cuja guarda física está a cargo do Arquivo Público do Estado de São Paulo.

Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás Restauração

A partir daquele ano, o Memorial passou por uma restauração em seus telhados, fachadas e esquadrias. Além disso, teve adequação de sua arquitetura para melhor atender sua museografia, e ainda, implantou elevadores e áreas de apoio à sua estrutura.  Uma grande curiosidade durante as obras foi a descoberta de incisões feitas nos tijolos com nomes e datas do fim do século XIX. Foram encontrados também, textos com aspecto de regulamentos internos nas paredes da circulação principal, escritos em vários idiomas.

A instituição teve seu nome alterado para Museu da Imigração, que guarda a história dos trabalhadores que por ali passaram na época de hospedaria em forma de jornais, documentos, fotos e depoimentos. A reforma durou até o ano de 2014 e, desde então, o prédio permanece o mesmo.

Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás Estado atual

O Museu da Imigração do Estado de São Paulo tem um jardim de 2.900m², possui diversas árvores e plantas, incluindo uma figueira com mais de 500 anos de existência, o amplo espaço do gramado do jardim possibilita muitos encontros, atividades ao ar livre e muita recreação para os moradores do bairro da Mooca e seus visitantes. Além do jardim o museu conta com uma loja de souvenirs com os temas do museu, uma cafeteria que foi inaugurada no mês de outubro no ano de 2014 e tem sua sede no Museu do café e conta com baristas experientes prontos para recomendar o melhor café de acordo com os gostos do cliente, um auditório com 96 lugares destinado à eventos, workshops, palestras e apresentações gerais e um espaço onde os visitantes podem tirar fotografias à moda antiga com caracterização e ambientação da época.  Além de possuir mostras de longa duração o museu também conta com um acervo digital.





Após sua primeira restauração completa, depois de quatro anos fechado, o Museu da Imigração foi aberto no começo de 2014 para o público, a única alteração efetuada foi a de um elevador para cadeirantes, já que o prédio é tombado e não poderia haver mudança em seu projeto original. Porém conta com mudanças como: biblioteca, loja, café, loja, wi-fi no jardim e interligação com a maria-fumaça; fazendo com que o visitante se sinta na época que o museu representa.

O Museu da Imigração do Estado de São Paulo possui o horário de funcionamento de terça-feira à sábado, das 9h às 17h, e aos domingos, das 10h às 17h. O valor dos ingressos é de 10 reais a inteira e 5 reais a meia-entrada, o museu pode ser acessado de maneira gratuita aos sábados, para o público e estudantes da rede pública de ensino e professores. As visitas para grupos agendados ocorrem de terças a sextas, nas modalidades educativa e autônoma.

Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás Acervo Digital

O Museu da Imigração do Estado de São Paulo conta com documentos para uso em pesquisas no seu Acervo Digital, alguns deles são:

  • Cartografias: as plantas e mapas referentes a núcleos coloniais, a Hospedaria de Imigrantes e ao Museu da Imigração;
  • Registros de Matrícula: alguns dados das pessoas que estiveram presentes na Hospedaria de Imigrantes;
  • Requerimentos SACOP: os documentos que requerem a restauração das despesas de transporte até a chegada dos imigrantes ao Brasil;
  • Iconografias: uma série de imagens da Hospedaria de Imigrantes, fotografias das viagens, cartões postais e alguns retratos dos imigrantes;
  • Cartas de Chamada: os documentos que firmavam uma garantia de assistência aos imigrantes que quisessem se juntar às suas famílias que já estavam no Brasil;
  • Jornais: algumas impressões de colônias de imigrantes no Brasil, com publicações entre os anos de 1886 e 1987;
  • Listas de Bordo: o encadeamento dos imigrantes embarcados entre 1888 e 1965, com ênfase nos portos europeus e desembarque no Porto de Santos, no Brasil.

Vagas Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás – Trabalhe Conosco

O Museu da Imigração do Estado de São Paulo Brás disponibiliza vagas de trabalho durante todo ano. Para se informar sobre os processos seletivos e se candidatar as vagas acompanhe o site da empresa, onde é possível se informar sobre vagas abertas, salários e competências necessárias para se candidatar ao processo.

Horário de Funcionamento Museu da Imigração do Estado de São Paulo na Brás

  • Terça a Domingo das 11h às 17h

Endereço e Telefone Museu da Imigração do Estado de São Paulo na Brás

  • R. Visc. de Parnaíba, 1316 – Mooca – São Paulo – SP
  • Telefone: (11) 2692-1866

Outras informações e site

Mapa de localização